© 2015 por Daniel Sabatini

Para marcar uma consulta

Guaçuí-ES (28)3553-1339

Muriaé-MG (32)3722-3196​

Os exames de imagem

 

 

 

Os exames complementares de imagem são muito utilizados na ortopedia e traumatologia. Eles auxiliam o ortopedista a tomar decisões importantes sobre o tratamento.

 

São fundamentais, por exemplo, para indicar cirurgia no caso de fraturas. Também são importantes para o planejamento dessas cirurgias.

 

A radiografia ou raio X (RX) é o exame complentar mais simples e utilizado. Traz informações muito importantes sobre os ossos e, na maioria das vezes, não pode ser substituído por exames mais tecnológicos como a tomografia ou ressonância. Traz informações muito importante também nas lesões tumorais.

 

A ultrassonografia (US) é utilizada para avaliação de lesões mais simples, como cistos e pequenos tumores superficiais e de partes moles. Também é utilizada como avaliação inicial em alguns casos de lesões ou trauma de tendões. Além disso, a ultrassonografia com doppler é usada no diagnóstico de algumas síndromes compressivas, como a síndrome do desfiladeiro torácico, e nas oclusões arteriais e venosas, como a trombose.

 

A tomografia computadorizada (TC) é um exame realizado com uma tecnologia mais avançada do raio X. Ela avalia muito bem a parte óssea e complementa o RX, principalmente, nas fraturas articulares. Ela é capaz de fazer imagens tridimensionais na parte estudada. É muito importante para a indicação e o planejamento cirúrgico nas fraturas articulares.

 

A ressonância nuclear magnética (RM) é o melhor exame para a avaliação das partes moles - músculos, tendões, ligamentos e meniscos - e é muito importante para a avaliação das lesões tumorais. Além disso, é o principal exame para o diagnóstico de fraturas ocultas, ou seja, as fraturas que não aparecem no RX. Também é utilizada para diagnóstico, indicação e planejamento cirúrgico. Apesar de a RM ser o melhor exame não invasivo para a avaliação de partes moles, ela não é perfeita. Portanto, algumas lesões podem não aparecer na RM.

 

Hoje, é muito comum as pessoas entrarem nos consultórios médicos e já falarem assim: "Doutor, vim pegar um pedido para fazer uma ressonância porque estou com dor no ombro". É importante salientar que os exames são complementares e só serão solicitados após uma conversa sobre os sintomas - anamnese - e após o exame físico. Quem decide sobre a solicitação e sobre o tipo de exame a fazer é, unicamente, o médico.